Restrição no Nome por Cheque Devolvido, Dívidas de Consumo e Protestos: Como Regularizar?

Restrição no Nome por Cheque Devolvido, Dívidas de Consumo e Protestos: Como Regularizar?
Gostou então Vote!

Restrição no Nome por Cheque Devolvido, Dívidas de Consumo e Protestos: Como Regularizar?
Nos dias atuais ter crédito na praça é extremamente importante, principalmente quando temos a necessidades de fazer compras de consumo ou financiar algum bem. Mas um fator corriqueiro têm tirado a possibilidade de muitos de concluir determinados desejos por causa de alguma restrição no nome, devido ao não pagamento de uma conta.

Com o “nome no SPC, Serasa, CCF e Cadin” a pessoa será impedida de adquirir crédito, empréstimos e financiamentos, além de não poder comprar a prazo na maioria dos estabelecimentos comerciais. Mas resolver essa situação antes que a restrição do nome seja concluída no sistema de proteção ao crédito é possível negociar a dívida antes.

Saiba que antes do credor enviar seu nome para o SPC e Serasa, o credor deve primeiro enviar uma notificação por escrito informando o débito, se o devedor não se pronunciar a empresa pede a inscrição nos órgãos, mas se houver uma negociação para quitação da dívida o credor terá até cinco dias úteis para “retirar o nome da lista de devedores”.

Quais os procedimentos para resolver problemas de restrição no nome como Cheque devolvido, dívidas de consumo e protesto? Veja abaixo:

Cheque devolvido – Ao receber a notificação do órgão de proteção, se dirija a agência bancária que o cheque foi apresentado e solicite o número, valor e data do cheque, feito isso, verifique no canhoto do seu talão para quem foi emitido e entre em contato para fazer a quitação do débito e recuperar a folha de cheque.

De posse da folha de cheque que causou o problema, leve-o ao seu banco, entregue-o no departamento competente, pague a taxa de devolução exigida pela instituição (o valor varia conforme o banco). Concluído o procedimento o gerente do banco dará um protocolo da operação. O banco enviará ao BC para tirar seu CPF da lista do CCF e posteriormente da lista de devedores.

Dívida Financeira, Bancárias e de Consumo – Faça um acordo com a Instituição ou Empresa para quitar a dívida conforme suas condições, à vista com desconto ou parcelada, se for parcelada após o primeiro pagamento a própria companhia irá se encarregar de pedir a regularização da restrição.

Quando protestado – Se isso acontecer o cartório enviará uma comunicação informando da inadimplência. Vá até o cartório e verifique quem fez protestou, aproveita para resolver a pendência quitando o débito no credor. Acertou tudo? Solicite uma carta atestando o pagamento com as informações do credor, valor pago, data e assinatura de quem recebeu. Volte ao cartório, reconheça firma na carta e exija que a restrição no nome seja retirada, o prazo é de até cinco dias úteis também.

Com esse procedimento sua dignidade voltará com o seu nome sem restrição de crédito em nenhum lugar. Quitar suas pendências financeiras com seus credores é a forma mais honesta de resolver essa questão.

Acredito que ficou claro a resposta da pergunta que se faz “restrição no nome devo limpar?” deve e é sua obrigação!



Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.