Consórcio de cirurgia plástica: Entenda as principais regras de um consórcio

Consórcio de cirurgia plástica: Entenda as principais regras de um consórcio
Gostou então Vote!

Consórcio de cirurgia plástica
O sonho de ter uma aparência perfeita está presente em homens e mulheres do mundo todo, melhorar a aparência de uma região do corpo, alterar a forma ou o tamanho do nariz, aumentar ou diminuir os seios, etc., para isso muitos recorrem aos procedimentos cirúrgicos. Saiba que você pode realizar este sonho facilmente! Afinal, ao fazer um consórcio de cirurgia plástica, você programa sua cirurgia pagando parcelas sem comprometer seu orçamento.

Agora que você sabe que é possível contratar um consórcio de cirurgia plástica e, provavelmente, se interessou pelo produto, é necessário que você conheça algumas regras do consórcio para ajudá-lo a fazer a melhor escolha.

Principais regras do consórcio de cirurgia plástica

1. A administradora precisa ter autorização do Banco Central do Brasil para atuar

O Banco Central é o órgão responsável pela fiscalização de todo o sistema de consórcios no país. Se você já pesquisou, e achou, uma administradora do consórcio e quer saber se ela está autorizada, clique aqui.

2. Você pode participar de um grupo em formação ou que já está formado

Se o consórcio ainda está sendo formado, é necessário esperar que uma quantidade mínima de pessoas entrem no grupo, quando essa quantidade for alcançada você poderá começar a pagar as parcelas. E se o consórcio que já começou, você pode comprar a cota diretamente de um consorciado, ou comprar, na administradora, uma cota disponível.

3. Quem escolhe a data de vencimento da prestação é a administradora

A data de vencimento é escolhida pela administradora do consórcio e é importante que você procure informações o quanto antes sobre as datas das parcelas do seu grupo, para que você não se atrapalhe em seu orçamento mensal.

4. Você pode antecipar o pagamento das parcelas

Há 3 formas de antecipar o pagamento em um consórcio são elas a direta, inversa ou diluída.

  • Ordem direta: o valor antecipado irá quitar as parcelas que estão mais próximas de vencerem.
  • Ordem inversa: o consorciado antecipa o pagamento a partir da última parcela. Você pode pagar a prestação do mês e a última parcela do consórcio. Se conseguir fazer isso todos os meses, você pagará menos juros e diminuirá o prazo pela metade.
  • Ondem diluída: o valor oferecido como antecipação irá diminuir o valor de todas as parcelas restantes do consórcio.

Confira no seu contrato quais as possibilidades aceitas por sua administradora.

5. Quando for sorteado, você deverá encontrar o médico ou hospital

É de sua responsabilidade encontrar um médico de confiança para realizar o seu procedimento. A administradora do consórcio somente pagará o valor da carta de crédito quando você escolher a clínica ou hospital e apresentar a nota fiscal.

6. Ao ser contemplado, você pode pegar o valor da carta de crédito em dinheiro

Porém, para que isso seja possível, você terá que aguardar um prazo de 180 dias (6 meses) após a contemplação, desde que tenha quitado todas as parcelas. Ou então, 60 dias (2 meses) após a distribuição de todos os créditos do seu grupo.

7. Se houver atraso no pagamento das parcelas, você não participará da assembléia mensal e nem poderá dar lances

Portanto, pague o seu consórcio de cirurgia plástica na data correta do vencimento. Assim você não fica fora de nenhuma assembléia e pode ofertar lances. Consorciados que já foram contemplados e atrasaram suas parcelas, pagam multas e juros.

Gostou, deseja fazer um consórcio? Conheça as principais empresas que oferecem este tipo de serviço.



Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.